Parem o assedio sexual ! A historia de Lirandzo.

Parem o assedio sexual ! A historia de Lirandzo.
O assedio sexual é um problema em varios escolas Mozambicanas.
Duração do vídeo: 
02:01
Autor: 
Alodia
Data: 
segunda-feira, Abril 10, 2017
Nível: 
Adult
Description2: 

A historia de Lirandzo, Parem o assedio.

Lirandzo, 16 anos, vivia no Bairro de Chamankulo, com os seus Pais , que eram muito rigorosos, e nao dialogavam muito com ela, Lirandzo passava a maior parte do tempo lendo romances, e sozinha em casa. Por ser muito bonita recebia muitos elogios e nao sabia bem como lidar com isso pois era timida.

Assim como muitas raparigas nao teve acesso a informacao sobre leis que pudessem a proteger contra casos de abuso e assedio sexual na sua escola. O professor de Lirandzo na escola, nao respeitava as raparigas, e sempre se insinuando para elas, especialmente para Lirandzo que nao percebia a situacao. A insistencia do professor James com Lirandza foi ficando cada vez mais grave ate que ele acabou abusando dela. Lirandzo se sentiu perdida e nao se sentia avontade para contar com o apoio dos pais, como nao tinha amigas ninguem veio a saber do que se passou com ela.

Lirandzo foi ficando cada vez mais sozinha e o sentimento de revolta pelo que lhe aconteceu foi aumentando, junto com a dor e receio de que o mesmo podesse acontecer com outras raparigas da sua idade. Numa noite lirandzo escreveu a seguinte carta : “quando se calam as vozes, protege-se o agressor, parem o assedio” e suicidou-se.

Rating: 

Um presente para Comundos

Ao longo dos anos, Comundos ajudou comunidades remotas em todo o mundo, ensinando o pensamento crítico, na alfabetização midiática e no uso de tecnologia de comunicação.
Para fazer isso de forma eficaz, precisamos do seu apoio para computadores, traduções, cursos e o gerenciamento de mídia social.

Obrigado!

Comundos - Crelan Bank
BE11 1030 2973 8248

Become a monthly donor