Quem produz minha alimentação?

Quem produz minha alimentação?
Um agricultor diz sua opinião sobre a produção de alimentos na Guatemala e mostra que não é difícil cultivar sua própria comida.
Duração do vídeo: 
00:00
Autor: 
Luis Roque
Data: 
segunda-feira, Julho 18, 2016
Nível: 
Adult
Description2: 

Meu nome é Luis. Eu moro no leste da Guatemala. Trabalhei como agricultor. Cultivei milho e feijão, mas também tilápia como criador de peixes. Eu era um supervisor no Projeto de Desenvolvimento. Naquela época, dei conselhos a projetos viáveis na agricultura e pecuária. Nesse processo, notei alguns problemas que as famílias rurais e urbanas estavam enfrentando. As necessidades básicas da humanidade são alimentação e moradia.

Nesta região, em muitos lares guatemaltecos, isso é difícil de alcançar. No leste do país, muitos agricultores não têm terras próprias. Devido aos invernos curtos, com pouca chuva e longos verões sem chuva, o tempo para a produção de alimentos é curto e muito arriscado. Muitos agricultores não conseguem se alimentar durante o ano com o que produzem.

 

 Eles precisam de mais tempo e dinheiro e seu volume de produção é baixo. Muitas pessoas buscam apoio financeiro em organizações de micro finanças. Mas elas cobram juros muito altos e, em vez de apoiar os agricultores, causam dívidas. Alguns industriais da região usam produtos químicos demais. Muitos deles contêm resíduos de folhas e frutas. Ao comer este alimento, problemas de saúde como alergias e problemas renais são causados.

Estamos bombardeados por fast-food e lixo. A ideia de nos alimentar apenas para satisfazer nossa fome está mudando. Você pode comprar fast-food facilmente. Você não precisa prepará-lo e ele substitui os alimentos saudáveis. Precisamos de uma boa educação para mudar essa prática. É por isso que quero que as pessoas voltem a cultivar e usar seus próprios vegetais em casa. Não é necessário ter muita terra, Com um pouco de criatividade e boa vontade é possível plantar as sementes e cuidar delas para que se conservam por um bom tempo.

Se você tiver outras ideias, não hesite em compartilhá-las conosco.

 

This Portuguese translation has been possible thanks to Michael McLaughlin, an independent translator from Brazil.
Rating: 

Um presente para Comundos

Ao longo dos anos, Comundos ajudou comunidades remotas em todo o mundo, ensinando o pensamento crítico, na alfabetização midiática e no uso de tecnologia de comunicação.
Para fazer isso de forma eficaz, precisamos do seu apoio para computadores, traduções, cursos e o gerenciamento de mídia social.

Obrigado!

Comundos - Crelan Bank
BE11 1030 2973 8248

Become a monthly donor