Esperança, através do encaminhamento da dádiva

Esperança, através do encaminhamento da dádiva
Uma vez que o animal dado dá à luz, os agricultores têm que passá-lo para uma outra família. Dessa forma, os membros são empoderados e são capazes de construir sua própria subsistência sustentável.
Duração do vídeo: 
02:25
Autor: 
Klent Lapid
Data: 
sexta-feira, Setembro 2, 2016
Nível: 
Youth
Description2: 

Olá, meu nome é Klent e trabalho como um facilitador comunitário no CLAD.

Eu sou do município de Calubian que está localizado na parte noroeste de Leyte, Filipinas.

Entre os problemas comuns em nossa comunidade está a pobreza. A maioria dos calubianons ganha menos renda, especialmente nas áreas montanhosas, e isso causa muitas coisas como desnutrição, fome, crimes, jovens fora da escola e pessoas migrando para outros lugares
Para minimizar o problema, propusemos à DISOP e à HEIFER, uma ONG internacional, para resolverem o problema. Organizamos estrategicamente os agricultores em grupos e os fortalecemos com muitos treinamentos, seminários e visitas reciprocais. Depois disso, as famílias receberam gado do projeto para seu sustento.

Uma vez que os animais dados dão à luz, os agricultores têm que passá-los para outras famílias que não têm animais para que elas também tenham os seus próprios. Nós chamamos isso de encaminhamento das dádivas. Então, agora, os membros são empoderados e têm seu próprio sustento sustentável.

Não paramos de ajudar todos os agricultores pobres. Continuamos a fornecer treinamentos sob demanda, como produção de arroz, hortaliças e agricultura em encostas, para informar a mais recente tecnologia para uma boa produção.

Essa é à nossa maneira de ajudar nossos aldeões, porque acreditamos no ditado que diz que “Dê um peixe a uma pessoa e ela comerá por um dia, mas ensine essa pessoa a pescar e ela comerá por toda a vida”.

Rating: 

Um presente para Comundos

Há anos, a Comundos auxilia comunidades remotas, escolas e ONGs pelo mundo afora na inclusão digital. Fazemos isso de uma maneira original, usando a alfabetização midiática. Trabalhamos com 'multiplicadores' que ensinamos a pensar criticamente e a fazer uso relevante das tecnologias de comunicação.

Gostaríamos de pedir-lhe uma contribuição financeira para que possamos continuar este trabalho oferecendo às pessoas menos afortunadas oportunidades de contar a sua 'história inspiradora´'

Clique aqui para apoiar nossas ações.

Você será transferido para o fundo 'Amigos de Comundos' administrado pela Fundação Rei Balduíno.